ESPHome Sonoff Mini

baixados

Após muito pesquisar, notei que não existe nada consolidado a respeito de como configurar o ESPHome para funcionar com Sonoff Mini. Se não tem ainda o ESPHome no seu Home Assistant leia o tutorial abaixo antes de continuar.

Primeiro, para migrar do Firmware padrão siga o tutorial do @douglas. Confesso que não parti direto para o ESPHome, primeiro eu converti para o Tasmota, depois fiz um OTA Upgrade para o ESPHome.

Agora, vamos criar o BIN com o ESPHome. Clique no “+”

image

Insira o nome do dispositivo, não pode conter nenhum carácter especial ou letras maiúsculas.

Escolha o device type

Insira o nome e senha da sua rede WiFi. Muita atenção a essa etapa.

Clique em submit

Agora, como não inserimos o arquivo BIN correto, o ESPHome não irá reconhecer o dispositivo

Clique em EDIT e confira a se está tudo de acordo

Se estiver correto, deve conter essas linhas de códigos. Abaixo do OTA vamos inserir os comandos para que o ESPHome funcione com o Mini. Eu também gosto de habilitar a interface web.

esphome:
  name: teste_mini
  platform: ESP8266
  board: esp01_1m

wifi:
  ssid: "Seu_SSID"
  password: "sua_senha_do_wifi"

  # Enable fallback hotspot (captive portal) in case wifi connection fails
  ap:
    ssid: "Interruptor Escritorio"
    password: "OeguuXlf9IMf"

captive_portal:

# Enable logging
logger:

# Enable Home Assistant API
api:

ota:

web_server:
  port: 80

switch:
  - platform: gpio
    name: relay_1
    pin: GPIO12
    id: relay_1
    
binary_sensor:    
  - platform: gpio
    pin: GPIO4
    name: "Mini switch"
    on_state:
     - switch.toggle: relay_1

  - platform: gpio
    pin: GPIO0
    name: "Mini Button"
    on_press:
     - switch.toggle: relay_1

Agora, podemos gerar e fazer o download do arquivo BIN. Retornaremos posteriormente para configurar os comandos.

Clique em compile e aguarde, ao concluir faça o download do arquivo .BIN.

Agora, já na interface web do Tasmota. Podemos ir em firmware upgrade, escolher o arquivo BIN que acabamos de gerar e ir em Start upgrade

image

Desligue e ligue o Sonoff, após alguns segundos ele deverá constar como online no ESPHome. Agora podemos fazer todas as alterações por lá e enviar o firmware por OTA

Agora o HA já deve descobrir a nova entidade e tudo funcionar, acionar as luzes pelo HA, interruptor ou botão do Sonoff.

6 Likes

Obrigado Manoel pela contribuição com certeza será de muita utilidade.

Boa noite, acabei de tentar converter meu tasmota para ESP Home e recebi o seguinte erro:
sonoff-mini-error

Atualizando, eu estava na versão 9.1.0… Depois de muito pesquisar descobri que seria interessante executar no tasmota o comando SetOption78 1 que, particularmente, não encontrei muito sobre ele na documentação… Mas não resolveu :confused:

Então pesquisei mais e descobri que seria interessante fazer downgrade da versão.
Baixei primeiro a versão 7.2 tasmota-minimal.bin, instalei e posteriormente o mesmo procedimento para a 7.2 tasmota.bin.

Uma vez feito isso, pude instalar meu arquivo .bin com o ESPHome :slight_smile:

Consegui a ajuda neste comentário Migrating to ESPHome from Tasmota - #9 by subzzz - ESPHome - Home Assistant Community

1 Like

Estou pesquisando sobre o ESPHome depois de ouvir muita gente falar dele aqui no fórum, porém estou tendo dificuldade de entender exatamente o que eu faço com esse sistema.

Por exemplo, no caso dessa thread, o que eu ganho ao modificar o Sonoff Mini pra funcionar com o ESPHome? Eu tenho um desses em casa e funciona direitinho com o Zigbee2mqtt. Qual seria a diferença de usá-lo com o ESPHome?

No seu caso não tem como. ESPHOME é apenas para dispositivos wifi.

No caso de um dispositivo wifi vc desconecta ele da nuvem e passa a ter controle local.
Outras vantagens é poder programar as automações direto no dispositivo sem a necessidade de depender do HA, adicionar por exemplo um sensor de movimento, etc.

@mateusbatera A resposta acima está correta mas para entrar em mais detalhes.
Alterar o firmware tem algumas vantagens, a mais óbvia como já foi citado é sair da nuvem, apesar de existir integração local pra sonoff nada impede a sonoff de soltar um update que quebre essa integração. Inclusive um possível update automático que único outro jeito de bloquear seria configurando firewall de rede pra evitar que o device se conecte a nuvem.

A outra vantagem é questão de controle e expansão de funcionalidades do device. O mcu interno do device tem pinos sobrando que você poderia muito bem conectar outros sensores. Ou mudar automações que rodariam no ha para o firmware.
Por exemplo digamos que um interruptor inteligente não tenha detecção de clique duplo e/ou de clique longo, e você implementa isso no ha ou nodered.
Agora sua automação depende do bom funcionamento do ha e da sua rede. Ao jogar essa automação pro firmware ela fica mais resiliente pois você diminui quantidade de pontos únicos de falha. Além disso você poderia adicionar por exemplo um sensor de presença conectado direto no interruptor, fazendo acionamento da luz também independente do ha.
Resumindo você ganha controle total do dispositivo.

Essas são as vantagens de trocar o firmware, o esphome e o tasmota são ferramentas que te permitem fazer isso sem conhecimento avançado de programação.
Porem como já mencionado eles so funcionam em dispositivos Wi-Fi e mais especificamente em microcontroladores da fabricante espressif.

Em teoria é possível trocar firmware de qualquer dispositivo inclusive zigbee mas ai precisa de conhecimentos de programação intermediários ou avançado dependendo do microcontrolador e protocolo usado.

Excelente explicação, agora faz todo sentido. Inclusive eu tenho um conjunto de interruptores Wi-Fi compatíveis com Tuya (marca genérica do Aliexpress) e eu gostaria muito que alguns deles funcionassem como um paralelos virtuais de outros interruptores sem depender do HA. Como eu faço pra saber se é possível fazer essa modificação usando ESPHome?

Os dispositivos Tuya em sua grande maioria não usam ESP, então não é possível usar esphome nem tasmota.

As alternativas são OpenBeken (tipo tasmota) e libretuya: