Sugestão para Projeto (Iluminação/Cortinas)

Salve pessoal!

Sou hobista de automação há mais de 10 anos. Como meu background é tecnologia, sempre gostei de brincar com integrações entre plataformas de software com equipamentos de automação. Sempre para uso próprio, não sou integrador.

Em minhas instalações, como controlador já utilizei proprietários como Fibaro, Homie, Homekit, etc e plataformas abertas como OpenRemote, OpenHab e atualmente estou utilizando Home Assistant. Sem dúvida a melhor de todos.

Agora estou em fase de planejamento da automação no projeto da Casa que irei construir para a família este ano. Irei integrar Iluminação, Cortinas, Segurança, HVAC, Energia, etc.

Gostaria de sugestões para qual sistema utilizar para iluminação. Será uma casa com aproximadamente 600m2, com 70 circuitos de iluminação e 10 cortinas.
Em apartamento e casa que já morei, utilizei Fibaro (ZWave) e mais recentemente Sonoff e Tuya (wifi). Sempre orientei os eletricistas na instalação física e eu realizei a configuração.
Na casa nova, para iluminação, penso em sair das plataformas sem fio e utilizar algo cabeado, como KNX ou similar. Mas destas tecnologias, não tenho nenhum conhecimento. Tenho olhado a linha Wiser da Schneider, mas não acho ninguém na minha região para buscar informações sobre os produtos.

Escrevo aqui para ouvir opiniões e sugestões. Inclusive de integradores que possam realizar o serviço (Florianópolis/SC).

O que vocês sugerem para iluminação cabeada?

1 Like

Amigo, o melhor dos mundos da automação é planejar na planta como você está fazendo. Como não conheço essa linha Wiser, fui pesquisar e vi que ela utiliza zigbee como padrão de rede. Zigbee é um padrão muito bom, estável, seguro e, o melhor, controle local. Mas não encontrei dispositivos Schneider suportados na lista do Zigbee2MQTT. Como esta integração zigbee é a maior referência dentro do Home Assistant, é o melhor lugar para pesquisar.

Mas, vamos ao seu caso sem limitar à opção que citou. Pelo tamanho de sua construção, acredito que você precisará conciliar mais de uma tecnologia. Como tecnologias como o Matter e Thread ainda estão engatinhando, a melhor aposta, na minha opinião, são os dispositivos zigbee, que usando dispositivos alimentados e com neutro, criam uma rede mesh que vão expandir a área de cobertura. Muitas marcas oferecem bons produtos. A Zemismart possui interruptores físicos muito bons e bonitos. A Avatto possui switches de muito boa qualidade e não dão trabalho. Os dois possuem opção zigbee. Sonoff lançou recentemente switches zigbee extreme, muito pequenos e fácil instalação. Mas como não usam neutro, tem limitação de corrente (máx. 6A) e não são repetidores da rede Mesh.

Como sugestão, planeje um ponto central em sua construção para instalar seu coordenador zigbee ligado ao seu hardware. Isso facilitará a uma maior estabilidade de sua rede.

Outra sugestão seria utilizar os Sonoff wifi “tasmotados”, que livraría-os da ewelink. Mas é uma opção mais trabalhosa. Mas como você disse que é seu hob pode ser uma saída.

Combinar as duas opções também é um boa alternativa. Graças ao HA, ter soluções diferentes não é um problema.

Voltando ao zigbee, ter uma rede estável favorece em utilizar sensores nessa rede. Sensores de presença são diferentes de sensores de movimento. Possuem funcionamentos diferentes e entender isso é importante para seu sucesso nas automações.

Sucesso na sua missão

Obrigado @andregoncalvespires pela contribuição.

Sim, como estou em tempo de projeto arquitetônico, já estou planejando a automação também. Com certeza vai ajudar muito na execução.

A linha Wiser da Schneider que me refiro acho que não é Zigbee, acho que é protocolo próprio (cabeado). Talvez modbus.
No apartamento do meu sogro a construtora utilizou e a instalação fica toda na área de serviço, em trilhos DIN. Bem organizado.

Abaixo foto:

Mas incrivelmente não acho um integrador aqui na região que possa me dar maiores informações.

Eu não queria ir pra Zigbee ou Zwave, também não wifi, pelo menos para iluminação pois será uma instalação grande.

Existe integração no HA e Node Red que possibilita usar modbus. Acredito que pode haver algum modo.

A maioria dos integradores que usam esse tipo de solução não vão saber utilizar o HA. Como você diz ter background em tecnologia e está usando HA eu pessoalmente recomendaria ir para uma rota um pouco mais diy especialmente para nao ficar dependendo de integração mais nichadas do HA que podem ser deprecadas, daria mais trabalho mas acredito que a solução final seria tão boa quanto produtos comerciais porem voce teria muito mais controle.

Primeiro algumas sugestões para minimizar problemas de tecnologias sem fio: Os protocolos em si são bem confiáveis o problema de confiabilidade esta mais no HA, com updates mensais e dependencia de outros software existe uma chance não pequena do seu HA sair do ar e depender dele como coordenador e para automação de interruptores para mim é o grande desafio de usar zigbee ou zwave para iluminação. Uma possível solução seria usar uma bridge zigbee para mqtt tasmota, em vez do software Z2M, porque um embarcado vai ser bem mais estavel. E deixar as automações em nível de firmware. Assim mesmo com HA offline sua iluminação funciona.
Outra opção mas que precisaria ser programada do zero, seria usar esp-now para criar uma rede flooding mesh novamente com automacao em nivel de firmware. Como esse protocolo não depende de pareamento e de topologia pre calculada acredito que ele vai ser bem confiável, inclusive estou desevolvendo um projeto com essa arquitetura comercialmente. E para uma casa talvez nem precise de mesh pois alcance do espnow sem obstaculos é uns 400 metros mesmo com parede não acredito que reduza tanto, o que deve simplificar bastante.

Se for fazer cabeado mesmo, eu sugiro duas arquiteturas. A primeira que acredito que seja a mais confiável possível é usar interruptores pulsadores (com a propria fase) para acionar telerruptores. Dais para integrar com home assistant usar algum sensor de tensão para deteccao de estado e reles em paralelo com os pulsadores para enviar pulsos por automacão. Nessa arquiterua literalmente tudo pode falhar, HA, firmware, internet … e os interruptores ainda funcionam pois sao um simples pulso direto ao telerruptor.
A segunda sugestão seria também usar pulsadores (nesse caso pode ser DC em vez de AC) e usar ESP32 para detectar toques no interruptores e acionar luzes por reles. Poderia ser com tasmota ou esphome ou com firmware proprio. Nesse arquitetura ainda fica independente de internet e de HA, pois automação fica em nivel de firmware mas ganha detecção de gestos (clique longo, duplo clique …). Alem disso seria possivel usar dimmers com esses: https://pt.aliexpress.com/item/1005001713267386.html
que podem ser montados em trilho din.

Melhor solução DIY para você com certeza será os módulos do KinCony https://www.kincony.com/

Você precisará passar para os interruptores um cabo de rede cat5, eles serão usados pelos pulsadores e conectados na placa do KinCony.

Outra opção são módulos da BTicino. O sistema usa BUS para comunicar e o protocolo OpenWebNet que já tem integração fácil no home assistant. Voce precisa de um gateway F454/F455/MH202 e os módulos relé/dimmer F411/4 (esqueci o código do dimmer)

1 Like