Automação para aquecedor/spa ouro fino

Bom dia pessoal, joia?
Preferi postar aqui, pois provavelmente alguém já passou por isso no brasil, e nos EUA não existe.
Tenho um eco spa ouro fino. O controle é feito via um painel remoto para uma caixa de potência. O painel de controle tem um Attiny 88, e saem 5 fios. Imagino que sejam VCC+5, Ground, Termopar, Hidro, e Aquecedor. Minha ideia é plugar um ESP32 com ESPhome, para automatizar o controle. Já tentei contato direto com o fabricante mas eles não ajudam. A fabricante do painel parece ser a MALEI Componentes eletronicos, que por contrato provavelmente também não ajuda.
O comando é bem simples, com 4 botôes simples: Aumenta temperatura, abaixa temperatura, on/off, e hidro.

O jeito mais simples seria programar um ESP home para simular os botões e soldar nos contatos da placa, mas gostaria de uma solução mais elegante, onde eu conseguisse ver o status do aquecedor, da temperatura atual, e da temperatura alvo.

Perguntas:
1: Alguém tem experiencia com esse controlador específico, e gostaria de fazer uma parceiria? Obviamente tudo que for criado eu compartilharia. Tenho uma unidade extra que comprei para testes, sem prejudicar a unidade de “produção”.
2: Há alguma forma de fazer um memory dump do attiny para pegar o firmware dele e modificar para um ESPhome?
Alguma outra ideia, por mais mirabolante que seja?

Como disse, tenho uma unidade de teste, que desmontei e descobri qual o controlador, mas fora isso, posso fornecer apenas fotos da placa, e fazer testes que possamos imaginar.

Link para um exemplo do painel de comando:

Cara o mais lógico a se fazer seria entender as funções e recriar diretamente no esp8266
Assim já teria tudo integrado
Temperatura
Status e outros

1 Like

Depois de fazer um automatizador de portão via ESPhome, gostei da sua ideia, e vou fazer o controlador do zero. Acho que inclusive tem mercado pra isso. Mas vem a dúvida: Como descobrir o que cada fio faz pra comandar a banheira?

Cara isso é o mais fácil, basta seguir, ai vai ter que fazer uma autopsia mesmo. mais vai ser bem legal

Autopsia feita. Protótipo funcionando em bancada. Resta saber se vai funcionar “em campo” devo conseguir este final de semana postar. Aí é mandar fazer a PCB e a caixinha a prova d’agua.

Desafios atuais:

1: Garantir que o aquecedor só será acionado se a bomba também estiver. Relativamente fácil, só arrumar meus scripts para o Thermostat Component.

2: Garantir estanqueidade do “produto” final. O painel original usava uma caixa de plástico colada, que não vou conseguir reaproveitar pelo tamanho do ESP, e por ter resolvido usar um SSD1306 em vez do display de 7 segmentos original. A parte frontal da peça original é uma cobertura de plástico flexível, também colada, que permite pressionar os botões, mas não deixa a água passar. Seria uma ótima opção, em conjunto com uma caixa impressa 3d. Falta só achar o fornecedor do plástico. A outra opção é usar botões náuticos, que têm a desvantagem de serem grandes, mas vão funcionar.

3: Projetar e encomendar a PCB, com as devidas proteções. Nunca desenhei uma PCB após ter saído da faculdade, então este desafio será interessante. O painel original possui dois capacitores na entrada, imagino que para proteger de oscilações. Vários resistores que não me dei o trabalho ainda de descobrir para quê funcionam, e dois transistores, que imagino sejam para o display de 7 segmentos. Eu pensei em usar optoacopladores nas saídas, e um diodo + capacitor na entrada VCC. Os botões não acho que precisariam de proteção.

Abaixo foto da capinha plástica original, e do protótipo em bancada. No protoboard temos o ESP, o display, led amarelo simulando a hidro, led vermelho simulando o aquecedor. Thermistor NTC 10k, Botões Power, Mode, Up, Down.

A medida que for concluindo os desafios posso atualizar o tópico, e ao final, obvio que compartilho o projeto para quem quiser fazer.

Rapaz, legal o nivel de trabalho, porem se for usar somente uma entrada analogica acho que esta uasndo um canhão para matar formiga, um simples esp8266 tem capacidade para tal.
Segundo esta usando o firmware do EPS home ou esta desenvolvendo o propio ?
Sobre segurança, pode ser medir corrente do motor para garantir que a bomba esta ligada, ou adicionar um fluxostato, assim consegue monitorar se tem fluxo de agua para garantir o acionamento do termostato
para acionar a bomba, use o BT136 com acionamento por moc3021, seguro e eficaz, da ate para acionar as resistências usando o triac BTA41 de 40A.
uso o mesmo conceito para meu pressurizador, monitora a corrente, fluxo ( implementando temperatura do motor)
se quiser usar fonte e compartilhando a entrada ac, use mini fonte 5W (Auto voltage)

Fonte AC 3V3 Eu Uso dessas.

Dai para os botoes , se for fazer acionamento externo usaria optoAcopladores mesmo.
agora se for local e não precisar de contato ( Risco Choque eletrico) pode usar direto com circuito debounce. caso ainda tenha problemas considere usar uma fonte ac para 12Vdc com um isolador de 12vdc para 3v3.

1 Like

Concordo 100%. O esp32 foi escolhito porquê já tinha ele aqui mesmo. Mas hoje em dia a diferença de preço está tão pouca que eu não compraria um 8266 a não ser que fosse fazer algo em grandes volumes. Inicialmente vou usar o devkit mesmo, mas eventualmente, se mais gente demonstrar interesse, posso fazer uma placa dedicada e usar apenas o módulo.

Estou fazendo pelo ESPhome inicialmente. Gostei muito da ideia de fazer algo compatível com matter, então se funcionar com ESPhome, e eu não achar algum outro projetinho logo após, quero construir um firmware próprio para um ESP32-C6 que tenho atoa aqui, e ver se consigo entender como usar ele com matter.

Gostei da dica, vou estudar colocar um medidor de corrente sem contato, até para ver o consumo pode ser interessante. Colocar um no aquecedor, e outro na bomba.

A banheira já tem um “modulo de potência” próprio, com sensor de nível de água. Se a banheira estiver vazia, corta a energia do painel de controle. Quando tem água, chega 5V para o painel de controle, que posso alimentar o devkit direto pelo VIN.
Acionamento da bomba e aquecedor são feitos por nível lógico. Acredito que poderia conectar direto o pino do ESP, mas não custa nada colocar uma proteção qualquer, como um optoacoplador, só pra evitar algum problema potencial mesmo.

Os botões são “locais” ao ESP, então acredito poder simplesmente conectar nos pinos, como está hoje. O desafio vai ser fazer ficar a prova d’água mesmo. Queria evitar os botões nauticos pelo tamanho, mas ainda não encontrei alguma alternativa.

1 Like

sobre os botões pode se fazer uma caixa com vedação e usar uma adesivo de policarbonato, destes que é usado em maquinas de lavar, isolado e sem contato.

vou estudar sobre o matter, sou muito mais fan do MQTT no mommento

1 Like

Nossa, vc me salvou com essa terminologia. Estava procurando com outros nomes, com o que você passou, já achei vários. É esse mesmo, exatamente como é feito no painel original.
Caixa impressa em 3d, com resina interna para vedação, e o adesivo de policarbonato com alto relevo nos botões. Obrigado!

1 Like